Quem viu os dois artistas atuando durante o processo de composição destas pinturas flagrou uma parceria anárquica e meio paranóica, na qual os consensos deram lugar a eventuais desacordos e certo caos. A ausência de um plano fixo ao longo de meses de trabalho acabou fazendo com que os artistas interferissem mais livremente no raciocínio alheio, seja deslocando e muitas vezes interrompendo o trabalho do parceiro, seja reconduzindo lógicas de composição iniciadas pelo outro – lógicas que afinal, por isso mesmo, nunca chegam a se concretizar muito bem.

Tal processo se refletiu de diversas maneiras no resultado final: no conjunto bruto e hiper-expressivo das obras, nas combinações extremamente perturbadas e nos tons aberrantes, nas tentativas de tornar a pintura “encarnada” (daí a impressão de tanto sangue derramado) ou finalmente na total precarização das figuras que quase se desmancham em meio a tamanho desalinho. Apesar da preponderância das paisagens, e mais especificamente das paisagens de guerra, tais figuras ou objetos também subsistem no meio do todo, como espécies de sobreviventes: vislumbra-se ora um pato em pleno voo em meio a blocos de cores e formas, ora uma legião de caveiras ou de ossadas sobre as quais não sabemos de onde vêm, ora a própria cara de um cão.

Nos casos mais radicais, certas técnicas de pintura quase opostas convivem no mesmo quadro, em grau elevado de tensão, a exemplo de “Caldeirão de 37”, onde se percebe com um pouco mais de clareza a mão de cada artista. No geral, por meio de sobreposições de camadas sobre camadas de tintas e cores, de associações livres e métodos de “repintura” variados, o que se esconde atrás das imagens, como em um palimpsesto, é tão importante ou ainda mais para o entendimento e a apreciação do conjunto, afinal o que se esconde diz respeito ao “inconsciente” ou, como querem os artistas, à própria “nóia”, tema e método desta exposição.

texto: Victor da Rosa

Exibindo todos 5 resultados

Sem título

Manuel Carvalho & Roberto Freitas

R$8.000,00

Como Uma Quilha

Manuel Carvalho & Roberto Freitas

R$11.000,00

Dois Mil e Dezesseis

Manuel Carvalho & Roberto Freitas

R$3.800,00

Caldeirão de 37

Manuel Carvalho & Roberto Freitas

R$11.000,00

Sala Nua

Manuel Carvalho & Roberto Freitas

R$20.000,00